Radiografia dos aeródromos goianos

Radiografia dos aeródromos goianos

A Agetop fará o levantamento detalhado das áreas, edificações e pistas de 22 aeródromos do sítio aeroportuário goiano para homologá-los junto ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), órgão responsável pelos serviços de navegação e tráfego aéreo no País. A Agência assinou Termo de Ajustamento de Conduta com o órgão federal no qual se compromete a concluir e entregar o diagnóstico completo desses aeródromos, no prazo de seis meses.

O trabalho será iniciado este mês e possibilitará que os aeródromos fiquem regularizados e sejam homologados perante os órgãos federais de controle aéreo. O levantamento é necessário em decorrência das mudanças e melhorias que foram realizadas pela Agetop nesses aeródromos, tais como balizamento noturno, mudanças de características físicas e melhoria das pistas.

Os 22 aeródromos envolvidos são os de Posse, Quirinópolis, São Miguel do Araguaia e Uruaçu, que receberam balizamento noturno; os de Ipameri, Palmeiras de Goiás, Mineiros, Caiapônia, Iporá, Santa Helena de Goiás, Bandeirantes e cidade de Goiás, com modificações na pista; e os de Aragarças, Campos Belos, Mozarlândia, Niquelândia, Morrinhos, Porangatu, Aruanã, Alto Paraíso, Pirenópolis e Ceres, que tiveram mudanças de características físicas.